quinta-feira

O Homem - Um Mecanismo de Relógio -por Arthur Schopenhauer -


O Homem - Um Mecanismo de Relógio

Resultado de imagem para schopenhauerÉ realmente inacreditável como a vida da maioria dos homens flui de maneira insignificante e fútil, quando vista externamente, e quão apática e sem sentido pode parecer interiormente. As quatro idades da vida que levam à morte são feitas de ânsia e martírio extenuados, além de uma vertigem ilusória, acompanhada por uma série de pensamentos triviais. Assemelham-se ao mecanismo de um relógio, que é colocado em movimento e gira, sem saber por quê. E toda a vez que um homem é gerado e nasce, dá-se novamente corda ao relógio da vida humana, para então repetir a mesma cantilena pela enésima vez, frase por frase, compasso por compasso, com variações insignificantes. 

Arthur Schopenhauer, in "A Arte de Insultar" 
________________________________________________


Etiquetas: , ,

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home